Sebrae de Varginha promove palestra e apresenta caso de sucesso

Cidade é a terceira no Sul de Minas em número de MEIs

O Sebrae promove, durante toda a semana, uma série de atividades especiais voltadas ao Microempreendedor Individual (MEI). Em Varginha, no Sul de Minas, serão realizadas, nesta quinta-feira (23), a palestra “Gestão Empresarial para potencializar seu negócio” e a apresentação do Case de Sucesso do Thiago Ferreira, fundador do Mr. Pipoca, empresa que vende pipoca gourmet em carrinho estilizado, que ganhou como prêmio no quadro “Mandando Bem”,  no Programa Caldeirão do Hulk, na Rede Globo.   O evento é gratuito e vai acontecer na sede do Sebrae de Varginha (Praça Naylor Salles Gontijo, 160, Vila Pinto), a partir de 19h.  Para acompanhar a programação completa e se inscrever nas atividades, acesse o site www.sebrae.com.br/minasgerais  ou ligue para 0800 570 0800.

A Semana do MEI, que se encerra amanhã (24), está sendo marcada por mais de 90 atividades, promovidas pelo Sebrae Minas, em 40 cidades do sul do estado.  Moradores de Varginha e de outras 13 cidades do Sul de Minas puderam se inscrever, gratuitamente, em oficinas, palestras e consultorias. Além de promover capacitações em áreas como Gestão financeira, Gestão empresarial e oficinas sobre vendas, o Sebrae também esclarecerá dúvidas sobre como se formalizar como microempreendedor individual.

Segundo dados do Sebrae Minas, o Sul de Minas possui mais de 100 mil microempreendedores individuais formalizados. Os números mostram um crescimento de mais de 10% de MEIs, em comparação ao ano passado. A cidade de Varginha, terceira da região em número de MEIs, tem 6.830 microempreendedores individuais.

Para o empreendedor que queira se formalizar, haverá atendimento gratuito. Mas para isso, o interessado deverá levar os seguintes documentos:

  • RG
  • CPF
  • Comprovante de endereço
  • Declaração de IR (e na falta dela, o título de eleitor)
  • Consulta prévia aprovada no município
  • Cadastro na plataforma Brasil Cidadão

Podem ser MEIs trabalhadores que faturam até R$ 81 mil por ano, não têm participação em outra empresa como sócio ou titular, têm até um empregado contratado e desempenham alguma das 490 ocupações permitidas. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *